9 de outubro de 2011

Resenha - Um Estudo Em Vermelho

Ocorre um assassinato, onde não há evidências de quem matou aquele homem... Até agora. Sherlock Holmes foi chamado por seus amigos detetives para poder ajudá-los no caso. Durante alguns dias eles estão à procura de novas evidências para descobrir quem é o tal assassino. Pistas vão sendo reveladas e segredos, no qual, Sherlock Holmes acaba descobrindo.

Um Estudo Em Vermelho é a primeira aventura do detetive Sherlock Holmes e seu amigo Dr. Watson, onde então surge a frase “Elementar, meu caro Watson". O livro possui uma narrativa curta e bem simples, e ao passar dos capítulos você se surpreende ainda mais! Misterioso e envolvente, com trechos de tirar o fôlego esse livro nos trás surpresas capazes de nos deixar de boca aberta.
A narrativa é feita pelo amigo célebre de Sherlock, Dr. Watson. Uma trama bem elaborada, que me trouxe muita curiosidade, e é indicada para todos aqueles fãs de histórias policiais.


[...] eu considero que o cérebro de um homem é, originalmente, como um sótão vazio, sendo necessário armazenar nele os objetos que escolhemos. Um tolo entope seu sótão com todo o tipo de bobagem que encontra. Assim, o conhecimento que realmente pode lhe ser útil fica preso ou, na melhor das hipóteses, fica embolado com outras coisas, de modo que é difícil acessá-lo. Agora, o homem habilidoso tem muito cuidado com o que coloca no seu sótão cerebral. Ele não armazena a não ser as ferramentas úteis ao seu trabalho, que são em grande número e estão perfeitamente organizadas. É um erro pensar que esta pequena sala tem paredes elásticas e pode se estender indefinidamente. Assim, chega o momento em que, para se adicionar qualquer conhecimento novo, deve-se esquecer algo que já se sabia. É da maior importância, portanto, não ter fatos inúteis atravancando aqueles que são úteis [...]

4 comentários:

  1. Adoro os livros de Conan Doyle!
    Já li alguns, não me lembro se cheguei a ler esse, mas acredito que sim! Adoro Sherlock Holmes ^^
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Tenho três livros aqui do Conan Doyle pra ler. Adorei a sua resenha!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Oi ...

    Só passando pra convidar você a participar do selo minha carta para você

    Link do selo http://luciano-aod.blogspot.com/2011/10/carta-pra-voce.html

    Ate mais

    ..::Luciano Barbosa::..

    ResponderExcluir
  4. Natalia,
    Acho que Conan Doyle consegue ser, muitas vezes, genial. Gostei muito de "Um Estudo em Vermelho", que só li um bom tempo depois de ter lido o meu primeiro livro de contos do mesmo autor no qual, se não me falha a memória, Holmes desapareceu, o que fez todos crerem que ele estivesse morto.
    Impossível não nos sentirmos instigados com suas histórias com Watson e, acredite se quiser, embora eu não me lembre exatamente de quando li esse livro, lembro-me nitidamente desse trecho, que me deixou a pensar por um bom tempo.
    Também do gênero e talvez ainda mais genial, indico Agatha Christie, não sei ao certo se você já leu ou não, mas é muito válido, de qualquer forma.

    Beijinhos,
    Ana - Na Parede do Quarto

    ResponderExcluir

O blog está aberto para seus comentários :)
Gosto de saber se gostaram ou não do post!


Obrigada a todos que comentam por aqui ^^